A Revolução das Redes Sociais e a Internet Brasileira nos Manifestos

É quase unanimidade o assunto sobre as Manifestações Populares Brasileiras e Movimentos das Ruas em torno da projeção que em grande parte começou através das Redes Sociais como Facebook,  Twitter entre outros. A intenção deste texto é analisar a visão profissional das comunicações que a população em geral, internet, imprensa e governo obtiveram nestes aspectos.

Revolução Redes Sociais

Revolução Digital na Internet e Redes Sociais

A Redes Sociais e a internet já se tornaram em grande parte a pauta de conversas dos Brasileiros, sobretudo em relação aos jovens. Com isso é normal que as mídias tradicionais utilizem esse apelo para saber conversar melhor com esse público. Mas é preciso relembrar que a Internet surgiu a partir de pesquisas militares nos períodos áureos da Guerra Fria na década de 60,  ou seja,  ainda é uma invenção recente para os nossos dias.   As Redes Sociais ainda são mais novas no seu uso para a comunicação e estão tomando destaque em todas as classes sociais,  pois a tecnologia de hoje permite que elas sejam acessíveis  para boa parte da população.

O que o Facebook, Youtube e o WordPress tem a ver com a Revolução?

Antes mais nada é preciso analisar atentamente os canais que são usados nas Redes Sociais, diferente da Mídia Tradicional hoje as pessoas é que se tornaram os seus próprios canais, vide o Youtube que possui uma série de pessoas que utilizam-se de Vlogs,  Blog de vídeos para transmitir conteúdos, ideias e produções em geral. Os mais conhecidos são PC Siqueira, Cauê Moura, Kéfera, Felipe Neto entre outros.



A partir destes Canais houve uma mobilização para o público que seguem essas pessoas em seus perfis e os mesmos postam e compartilham no Facebook, Twitter as ideias transpassadas de um modo geral, uma consciência dos assuntos que deveriam ser destaque da nação sobre os investimentos necessários. Muitas vezes o público da Internet não entende o ritmo devagar com que as instituições levam os assuntos para o ‘‘mundo offline” com burocracia.  Por um bom tempo houve um paradigma do que estava online e o que realmente acontecia na vida real. Os Protestos começaram como uma forma de debate e interações de ideias que se formaram nos Grupos de Facebook, vídeos do Youtube e no compartilhamento de imagens de Páginas ou em Blogs que utilizam o sistemas de CMS (Content Manage System)  inclusive o Blog do Planalto do Governo Brasileiro ( Veja aqui) utiliza-se da Plataforma de Software Livre WordPress a  mesma da qual trabalhamos para os Clientes da Corporação Ideias.

Apoio da Internet através de Imagens, Compartilhamentos e Hashtags  “#”

Alguns sites, se passaram como ‘hubs’  – Hub (do Inglês, “transmitir”) ou concentrador de ideias referentes ao momento em que o país discute razões de extrema importância para o seu futuro, tais como as notícias, informações de passeatas e concentrações e os conteúdos de reflexões e humor,  mas nunca perdendo a essência do que sempre foi a internet;  a liberdade de expressão.

Neste site de Categorias Variadas o Melhor que Bacon’ contém uma listagem de grupos do Facebook onde houve protestos e informações relacionadas, é só estar logado com o seu Facebook para ter acesso as concentrações e talvez até em sua cidade poderá haver um grupo de discussão relacionado. Em Foz do Iguaçu as conversações se deram no Grupo Marcha em Apoio à Revolta da Salada.

Tutorial Spray Pimenta Não Salvo

O Blog do Não Salvo, apostou no movimento tratando do assunto relacionado ao uso de Vinagre nas manifestações para se defender do Spray de Pimenta. Clique para Aumentar a Imagem.

Foram muitos outros posts relacionado ao movimento no blog do Não Salvo,  inclusive onde é possível ver os melhores cartazes utilizados nos protestos. Muitas outras páginas aproveitaram para apoiar o movimento da sua maneira, como é possível ver com a Página do Bode Gaiato que conta com mais de 1,5 milhões de pessoas.

Bode Gaiato

‘Junim’ e sua Família do Bode Gaiato – Clique na Imagem para ver maior

Apesar dos protestos bem humorados,  houveram grupos que utilizaram a internet para atos radicais de invasão como foi o caso da  conta de Twitter da Veja que foi invadido pelo Grupo https://twitter.com/AnonManifest

Invadido

Repassando informações verdadeiras.

Mas é preciso atenção ao que se posta na internet, apesar das pessoas utilizarem seus perfis para expressar a indignação e seus anseios, é preciso estar atento com o que se repassa como informação verdadeira,  inclusive na internet circula uma foto de Mark Zuckerberg criador do Facebook apoiando a Hashtag #ChangeBrazil mas a foto não passa de uma montagem,  aconteceu o mesmo com outras fotos de celebridades.

mark-facebook-montagem

Montagem da Foto do Criador do Facebook

Portanto é importante lembrar da regra de ouro dos jornalistas e que agora serve para o nosso dia-a-dia; sempre deve checar a fonte da informação para que não ocorra enganos,  porque muitos podem utilizar desse meio para enganar e provocar mal entendidos o que faz da internet um local onde as pessoas ainda não confiam,  por isso é dever dos responsáveis pelas comunicações desmitificar atos deste nível e abusos para que a Internet se torne um local seguro para informações, compras e negociações e movimentos.

O Levante de opiniões e qual é o rumo das Redes Sociais.

Estes acontecimentos servem mais uma vez para mostrar que o caminho da internet é sem volta, ou seja, será preciso que o cidadão de toda a classe social tenha acesso ao tipo de informação que ele mesmo busque de maneira mais isenta possível. As Redes Sociais que muitas vezes foi taxada de comunicação alternativa entra de vez no cotidiano das pessoas informando, espalhando ideias e negócios para o mundo todo ou apenas para a sua cidade.

Cabe aos governantes e  a sociedade estudar seriamente estes novos meios de comunicação, como é foi caso do Governo Brasileiro que poderia ter soltado alguma nota em seus canais para atingir o ponto central onde as discussões estavam sendo formadas: As Redes Sociais e o gerenciamento de crise. Mas apenas quase dois dias depois, um vídeo da presidente sobre o incidente é colocado no Blog da presidência pelo canal do Palácio do Planalto no Youtube .

Inclusive o perfil Dilma Bolada que é uma sátira de sucesso da Presidente Dilma na internet se atualizou dos dados em tempo real aproveitando os momentos para postar, não seria o caso dos Governantes olharem este aspecto e entenderem de uma vez esse novo contexto de comunicação e a forma de conseguir chegar aos pontos chaves da conversação e da vontade do povo?

A internet se transforma em um grande referendo, onde perguntas e enquetes são respondidas em tempo real auxiliando empresas, pessoas e governantes a terem acesso aos reais anseios de uma massa sem a necessidade de levantar fundos grandiosos. É assim através de uma conversa informal, entre imagens de humor e vídeos e assuntos variados que deve estar o posicionamento para descobrir como chegar mais perto do povo, mesmo que de maneira digital porque o que começou em grupos digitais se transformou nisso aqui:

Foto: Fabio Motta/Estadão, Oscar Scheepstra

Milhares se reúnem após convocações populares em Redes Sociais – Foto: Fabio Motta/Estadão, Oscar Scheepstra

As Redes Sociais entraram de vez na maioridade da internet (mais de 18 anos) e os Brasileiros deixaram pra trás o aspecto largado das brincadeiras para buscar melhorias e amplitude em suas vozes através dos canais da internet.

Matheus, um brasileiro mostrando qual é o futuro das Redes Sociais

Matheus, um brasileiro mostrando qual é o futuro das Redes Sociais

O futuro dessa comunicação é vivo e está sempre mudando e isso o que a faz tão interessante, portanto junte-se as ideias e expresse as suas através dos contatos e os canais disponíveis. Todos terão os seus direitos de réplica, tréplica e muito mais, desde que o faça com respeito as outras pessoas.

Deixe o seu comentário

*