Os sites estão acabando?

SITES ESTÃO ACABANDORecentemente em conversa com amigos da área de desenvolvimento na internet, chegamos na conclusão de que o mundo da web está passando por uma profunda mudança tanto entre os profissionais da área, quanto aos usuários e donos de sistemas. Essa mudança está fazendo que sites percam boa parte de sua audiência dentro de um público que agora consome e tem o seu tempo de permanência cada vez maior distribuídos, entre Facebook e Whatsapp e outros aplicativos.

Além da possibilidade de ter sua atenção dividida, os usuários finais hoje contam ferramentas que lhe possibilitam explorar a construção de seus próprios sites e sistemas, recentemente li o artigo do André Buzzo sobre a luta entre desenvolvedores e WIX e também sem falar em muitos outros sistemas similares pela internet.

Além de poder fazer seu próprio site, o usuário hoje pode em menos de 3 minutos criar até seu próprio aplicativo fazendo que muitas vezes sua entrada no mercado digital seja facilitada e feita em um estilo DIY (abreviação de Do It Yourself (do inglês faça você mesmo)

Faz o que tu queres (no meio digital), pois é tudo (permitido) da lei!

Então se você entrou aqui dentro do meu próprio site para ler esse texto e me dar a sua atenção me qualifico como um vencedor! Mas também não posso esquecer de avisar que isso só foi possível porque provavelmente este texto foi compartilhado no Facebook e aqui eu utilizo o WordPress , sistema que também ajuda o usuário a fazer seu próprio site!

Mas nem tudo sempre são flores no caminho da terra média da internet. Para que você construa uma reputação ou crie um mercado no meio digital é como semear um jardim ou treinar para um esporte, se você quer ser um bom jogador de tênis certamente será mais prático ter um ‘coach’ ou treinador para auxiliar você alcançar os melhores resultados. Sobre como ser um jardim é pelo fato de que você precisa regar o seu site com conteúdo,  aparar a grama, retirar a erva daninha do spam e todo o trabalho que se tem ao cuidar de um jardim.

Hoje todos temos muita informação, mas a informação certa é que te ajuda a criar o melhor resultado.

Então é sempre importante lembrar que não é porque o Facebook da sua página dá mais audiência que o seu site que você deve concentrar todos seus esforços somente por lá, afinal dentro desse sistema você estará jogando de acordo com a regras do tio Mark, ele é o dono da bola. No seu site quem manda é você.

Muito mais trabalho para ter (quase) o mesmo resultado.

A notícia realista sobre tudo isso é que você vai precisar trabalhar mais para fazer quase as mesmas coisas. Como o mundo está cada vez mais facilitando que você faça o seu próprio site,  você terá que ter noção de que precisará se dedicar mais para aprender qual é a melhor maneira de fazer isso e talvez recomeçar novamente do zero de um outro ponto, pois seus esforços se concentraram em um tipo de ferramenta específica. Então; o nosso mundo está em um paradigma de facilitar as coisas e ao mesmo tempo parecer tão complicado.

Afinal, uso o instagram? Posto no Facebook, crio um E-book? Preparo um funil de vendas? Como ‘lidar’ com os ‘leads’? Como se faz SEO, devo ter um twitter? Qual o melhor tipo de site?

Como diz,  Diego Elis do site Tableless é preciso saber o  quão trabalhoso é manter um blog também.

Então por aí analisa-se que temos uma série de variáveis que se aplicam individualmente em cada caso,  para tanto um profissional sempre será necessário para o melhor desempenho. Então aventure-se nesse novo mundo,  mas uma dica: não abandone os sites!

Deixe o seu comentário

*